Dúvida do leitor: Líquidos nas refeições

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A ingestão de líquidos durante as refeições não é proibida, contanto que seja em quantidade moderada: a recomendação é de no máximo 200ml (um copo pequeno).
Quando ingerimos excesso de líquido com a comida, ocorre diluição do suco gástrico, o que pode prejudicar a digestão. Além disso, uma alta ingestão de líquidos pode ser associada a um menor tempo de mastigação do alimento, uma vez que o líquido ajuda a "empurrar" a comida. Esse é outro fator que prejudica a digestão, e também a absorção de nutrientes.
Atualmente sabe-se que as mudanças nos padrões dietéticos, caracterizadas pelo maior consumo de carboidratos simples presentes em bebidas ricas em açúcar, têm sido associadas a um aumento na incidência de obesidade. Portanto devemos evitar o consumo de líquidos calóricos, os quais podem fazer com que as refeições acabem contendo excesso de calorias sem nem mesmo nos darmos conta; e é aí que acabamos ganhando peso. Prefira sobretudo consumir água, e evite refrigerantes, refrescos ou bebidas alcoólicas, que são ricos em calorias. Bebidas contendo cafeína em sua composição (café, refrigerantes à base de cola, chá preto, verde e mate) prejudicam a absorção de nutrientes como o cálcio, e por isso também devem ser evitadas durante as refeições.
Quem possui problemas como refluxo e gastrite realmente devem evitar os líquidos durante as refeições, uma vez que uma refeição que fica muito líquida tem maior facilidade de refluir quando ocorre contração do estômago. Por outro lado, em alguns casos a ingestão líquida com a comida é altamente recomendável, como acontece nos pacientes que apresentam pouca produção de saliva (pacientes em tratamento de câncer por exemplo). Se essas pessoas não tomarem algum líquido ao comer a deglutição fica muito prejudicada.

3 comentários:

Fabiano Shark disse...

Interessante!!!

Adriana disse...

Post mto importante, hein? gosteii ^^

Anônimo disse...

adorei esse post, além dos demais.. amei o blog. (: